01 setembro, 2010

Curto mesmo viagens de trabalho. Mas e' que curto mesmo!

Apanho um voo das 20.45. Sai no horário, desta vez não tiveram necessidade de usar a desculpa do ar condicionado avariado ou do controle de tráfego aéreo europeu que bloqueia tudo.
Porreiro, ganho uma hora no fuso e aterro cedo, as 20.15 locais.
Controle de passaportes sem espinhas, mas o táxi atrasa-se para me apanhar. Ponto alto da viagem a conversa com o motorista de Nova Deli, filho de funcionários da embaixada da Índia e estudante de informática. Diz-me que tem 26 anos e que por isso e' que conduz táxis - para não ter que pedir dinheiro aos pais com esta idade. E assumo que a ambição profissional do gajo será deixar de conduzir táxis 'a noite e em vez disso atender nabos informáticos num call center. 'A noite.
Hotel a cinco minutos do aeroporto. Não sei onde fica, mas não e' decididamente no centro da cidade... :-). Uma porra de um dead line para o ultimo dia de Agosto, e tenho que me agarrar aos ficheiros e trabalhar mais umas três horitas a martelar valores para todos os países da Europa, Médio Oriente e África para o plano do próximo ano. Passo por cima da Eslovénia, Roménia e outros se calhar tambem acabados em énia, e que não me vou dar ao trabalho de por um objectivo. Room service de Ceasar Salad. A salada grega nao estava disponível, não perguntei mas presumo que lhes faltava o feta. Acompanho com uma garrafa de agua. Uhauuu!!!
Despacho uns mails em simultâneo, outra dead line para os Hoteis Rezidor que esta' em perigo e la' vão mais umas mensagens para os países maiores; Surpresa, metade dos gajos tem o auto-reply a dizer que estão de ferias. Ainda tenho tempo antes das duas da manha para afinar a apresentação que tinha feito nesse dia na sede da Unilever em Roterdão, e que vou usar no dia seguinte para convencer o negocio local dos meus digníssimos parceiros a alinhar mais com aquilo quer lhes dizemos. 02.30, desisto, vou dormir!
Acordo com o c***ao do despertador do Blackberry a tocar, raio de som os idiotas dos norte americanos haviam de escolher como default, hei-de mudar isto mas tenho que me despachar e não vou perder tempo com os menus.
8.30, la' me liga o gajo que manda nas vendas desta chafarica daqui e diz-me que já está la' em baixo na recepção. OK, acabo de apertar a gravata e os sapatos, desço e enquanto começamos a discutir os pontos de trabalho, tomo um pequeno almoço a correr: pão com manteiga, um iogurte e um copo de leite simples, enfim, algo leve pra não me atrapalhar o ritmo.
Arrancamos no BM do gajo. Mal abre a mala do carro, fico de imediato a saber pelo cheiro que o tipo tem cães. OK, preparemo-nos para a viagem. Vi uns subúrbios industriais, esta treta ocidental e' toda igual. O escritório fica a 15 minutos. As instalação, dignas de Dante. Anotei mentalmente que tenho que arrumar o meu escritório: o que para nos e' natural e familiar pode ser dantesco para outros...
Abordamos as promoções e negociações que estão em curso com os grandes clientes , vou dando recomendações e tiro notas de pontos que vou tratar mais tarde com outros e que são iguaizinhos ao que temos aqui.
Mais uns telefonemas com urgências, afinar os detalhes da reunião das 14.00, e eis que já' são 13 e entre sair e não sair, ja' so' temos tempo de almoçar uma sandes e um iogurte numa estação de serviço. O que me faz lembrar que ainda tenho três barras de uma Kit Kat na pasta! Porreiro, ja' la' vou buscar, vai ser a sobremesa!
Duas horas de amaciamento do tipo da Unilever que temos que puxar mais pro nosso lado, e toca de sair 'a pressa, que temos que arrancar com uma teleconferencia 'as 4. Ligamos do carro, enquanto regressamos ao tal escritório dantesco. 4 e 35, confirmo o taxi de volta pro Hotel (o tal que não sei onde fica, mas e' a 5 minutos do aeroporto, a 15 do escritório dantesco, e não e' no centro da cidade). Mais um telefonema e dois emails para manter as bolas no ar. 5 horas! Porra, despacha-te Pedro e liga la' 'a teleconferencia com os Estados Unidos. Sou o primeiro a ligar-me, nos States la' abrem a linha mas um dos tipos que rrecisamos na conversa atrasa-se e teem que o ir chamar. Mais dez minutos... Discussão de gajos que nao sabem para onde hão de ir, eu e o tipo de Inglaterra la' pressionamos para que no outro lado do Atlântico se alinhem e não façam muitas asneiras, que o cliente esta a ser ganho por nos aqui no cantinho europeu. Ligo em simultâneo do telemóvel e da linha fixa, desligo a linha fixa, e com o móvel no ouvido despeço-me dos tipos no escritório e vou ate ao táxi. Indico ao gajo que não vou conversar, entro e assino o recibo após os tais 15 minutos de distancia entre o escritório dantesco e o Hotel. Aceno um obrigado ao motorista e la' continuo a teleconferencia no quarto. As seis e meia la' termina, mas acho que os gajos não quiseram entender. Bem, mais uma batalha da guerra Europa America :-) Proxima Sexta temos que concluir o assunto, há que falar com mais duas pessoas para as colocar no ponto certo e em conjunto conseguirmos fechar o processo de forma a podermos por as coisas a andar. Entretanto ja' eram horas de no outro fuso horário não me ligarem, mas o tal dead line para os Hoteis tem que ser garantido e la' estou mais um bocado ao telefone. Consegui antes disso falar com as minhas miúdas, tudo bem o que anima o final do dia. Mais uma horita de telefone noutro assunto a concluir os detalhes de um incentivo Europeu. La' tive que ligar o telemóvel ao usb para não ficar pendurado a meio. OK, 21.50, vamos la arranjar qq coisa pra comer. Ooopps, os pedidos no bar ja' fecharam, "Sir, the restaurant is still open". Pois, esta' bem. Detesto jantar sozinho e ia perder o triplo do tempo. OK, se e' assim!!! Mais um pedido de room service, desta vez quero o kids menu: cheeseburger e um sumo de laranja. Não me mandam o sumo, mas quero que se lixem, ainda tinha quase um litro de agua do jantar de ontem....
Não estou com paciência para trabalhar nas folhas de calculo enquanto trinco uma batatas e o hamburger, abro uma janela nova do Mozilla e clico no link da mesa. Nada de novo, o So Manel sozinho a remar estoicamente. Ouvi dizer a minha cara metade que agora nem arrisca escrever, tal e' o nivel da conversa... :-) Pronto, vou passar o meu gosto pelas viagens de trabalho para a Mesa Safa, fartei-me de escrever, nem o Chinês, se nos lesse, tinha paciência para isto (perceberam? paciência de .. chinês ! pois, ta' bem, era básica). Amanha 8 e 15, visitas 'a Makro e uma apresentação de um projecto de distribuição novo num outro grande operador. Tenho que conseguir arranjar uma hora a seguir ao almoço de amanha para me ligar com o HA que esta' pela Alemanha e precisamos de aproveitar para agarrar a pessoa de la' e limar umas arestas no sistema de catalogo electrónico que eles teem que carregar. Por que raio fui eu director geral de um portal? Adivinhem que e' o consultor de serviço para estes assuntos...
O voo parte amanha 'as 17.15, tenho que me pirar do escritório pelo menos 'as 15,30. O que me faz lembrar que ainda tenho que fazer o check-in pela net. Espero que o sistema da companhia aérea não esteja em baixo, senão amanha tenho que ter mais cuidado com as horas. E vou por aqui ao lado um lembrete para não me esquecer do Kit Kat. E pronto !!!!

Curto mesmo estas viagens de trabalho.
Mas e' que curto mesmo.
E como será Dublin?

3 comentários:

so manel disse...

foda-se!!!!
o cabrao do blackberry é mesmo incomodativo! aquele despertador e chato pa cara...o

Rosa Negra disse...

Onde é que eu já vi este filme? E quando voltamos ainda temos de ouvir os colegas perguntar "como correu o passeio"...

so manel disse...

e essa estoria do so manel remar ...entendo! so nao entendo o porque da carametade nao arriscar escrever...se todos postassem este blog seria digno de homilia ao domingo. sendo assim olha...que se foda!!!!