02 setembro, 2010

Até sempre Roger!

"Açores
Despedida de solteiro no Pico acaba em morte
por RUTE COELHOOntem

Um homem de 33 anos morreu com paragem cardiorrespiratória no cume do Pico.

Ia casar em breve e organizou a despedida de solteiro na ilha do Pico com mais dois amigos. Escalar o ponto mais alto de Portugal era uma das metas e o trio decidiu cumpri-la na madrugada de terça--feira, com início às 03.00 com chegada ao cume pelas 06.00, a tempo do nascer do Sol.

O noivo, de 33 anos, praticante regular de desporto, chegou ao cume, a 2351 metros de altitude, e sofreu uma paragem cardiorrespiratória fatal. Os bombeiros da Madalena, no Pico, accionaram o pedido de apoio para a Protecção Civil às 06.30, adiantou ao DN o comandante da corporação, Ricardo Dias. Às 06.50 chegou ao local um helicóptero da Força Aérea que transportou o homem para o hospital da Horta, na vizinha ilha do Faial, onde já deu entrada morto.

O Governo Regional dos Açores mandou abrir um inquérito aos procedimentos de socorro. O objectivo é apurar as circunstâncias e procedimentos em que ocorreu o socorro ao homem. "As informações que temos é que este homem não apresentava antecedentes de problemas cardíacos e praticava desporto com regularidade", afirmou o comandante dos bombeiros da Madalena, Ricardo Dias. "Foi a primeira morte de uma pessoa no Pico por paragem cardiorrespiratória, pelo menos nos últimos anos."

Os três amigos fizeram a escalada do Pico sem levar um guia, o que é frequente. "Este ano já fizemos oito resgates de viajantes no cimo do Pico, uns de pessoas que se perderam e outros de feridos que saíram de lá de maca", referiu o comandante Ricardo Dias. Não têm sido frequentes as mortes de turistas que sobem a montanha mais alta de Portugal. "Nos últimos anos recordo-me apenas de três óbitos no Pico, sobretudo por hipotermia. Por paragem cardiorrespiratória este será o único caso", acrescentou o comandante da corporação da Madalena. Durante a noite, as temperaturas baixam bastante no Pico e nem sempre os viajantes vão preparados.

Por outro lado, subir a montanha sem guia é arriscar perder-se ou entrar por trilhos mais difíceis, como salienta o comandante Ricardo Dias. É preferível tomar as devidas precauções."

RIP Ricardo Almeida

2 comentários:

PedroNuno disse...

Gajos como eu acabam entao por arranjar uma boa desculpa para nao fazer esforco nenhum pra treinar num ginasio, ou correr desalmadamentre ate a pulsacao atingir os 150. Pra que, se depois desse esforco todo podes ficar-te num "passeio" ? (escrevi, mas nao acredito :-). Qeustao de probsavilidades....

so manel disse...

este gajo tinha 33 anos. era piloto comercial. foi dirigente de alfragide. conhecia-o desde garoto...fiquei abalado.muito!